Patrimônio Arquitetonico

CAPELA DE SÃO PEDRO

Localizada no alto do Distrito de Catuçaba a Capela de São Pedro é um local onde se desenvolvem atividades religiosas, como novenas, procissões, missas e festas, entre elas a tradicional Festa de São Pedro de Catuçaba. Conta-se que no interior de sua torre ficaram escondidos os soldados paulistas na Revolução de 32. De lá também é possível observar grande parte do Distrito e sua natureza exuberante.

Aberta em dias de solenidades e missas para comunidade.

 

CAPELA NOSSA SENHORA DAS MERCÊS

Construída em taipa no fim do século XVII (1814) é a mais antiga igreja de São Luiz do Paraitinga, conserva ainda algumas das características da época. A capela também foi destruída quase em sua totalidade pela enchente de janeiro de 2010, e seu processo de reconstrução respeitou as feições originais da antiga capela, incorporando todos os remanescentes retirados dos escombros. A imagem de N. S. das Mercês, que dá nome à capela, foi resgatada dos escombros por voluntários luizenses, fragmentada em 94 pedaços foi totalmente restaurada.

Aberta em dias de solenidades e missas para comunidade.

 

CASA “DR. OSWALDO CRUZ”

O Centro Histórico de São Luís do Paraitinga apresenta uma arquitetura em estilo colonial, preservando características arquitetônicas e o traçado urbano singular dos períodos colonial e imperial.

A casa onde nasceu Oswaldo Cruz é um exemplo. A construção é uma das mais antigas da cidade. Foi construída por Joaquim José Ferreira, em 1834, posteriormente foi adquirida pelo médico Bento Gonçalves Cruz, pai de Oswaldo Cruz.
Entre suas características, podemos observar uma casa térrea com porão baixo, em taipa de pilão e paredes internas em pau-a-pique. A estrutura da cobertura é em tacaniça, com telhas de barro e forro de tábuas do tipo saia e camisa.
Em 1938, o governo do Estado, novo proprietário, instalou uma escola e centro de saúde na antiga residência e, desde 1972, abriga o Museu Oswaldo Cruz. O local é aberto para visitação e recebe várias atividades e exposições para a comunidade e turistas.

Quinta, Sexta e sábado das 9h às 17h
Aos domingos e feriados das 10h às 14h

 

CASARÕES

A cidade tem o maior número de casas térreas e sobrados tombados pelo CONDEPHAAT no Estado de São Paulo e recentemente pelo IPHAN. São aproximadamente 450 imóveis declarados de interesse paisagístico. Os exemplares mais significativos são os sobrados que formam o núcleo histórico da praça principal, as igrejas das Mercês (1.814) e Matriz(1.840), Mercado Municipal (1.885), prédios com vergas em estilo mourisco e a casa onde nasceu o cientista Dr. Oswaldo Cruz, construída em 1.835. Na zona rural ainda restam algumas imponentes  sedes de fazendas, construídas no chamado “estilo cafeeiro paulista”. São Luiz do Paraitinga é a cidade paulista que melhor conservou o patrimônio arquitetônico, suas tradições, festas populares, enfim toda a cultura do passado.

 

CHAFARIZ DO BARÃO

( Rua dos Presotos)

Projeto “Resgate da Memória”

 

LADEIRA DAS MERCÊS

Projeto Resgate a Memória

 

IGREJA DO ROSÁRIO

Antiga Matriz da cidade foi construída por Antônio Domingues de Castro e fica situada exatamente no local onde foi construído o primeiro templo da cidade, em 1707, e posteriormente uma igreja em taipa e pilão, em 1767. O templo foi demolido em 1912 e a atual igreja inaugurada em 1921 tendo como idealizador o Padre italiano Ignácio Gioia, mas sempre em louvor a Nossa Senhora do Rosário. O construtor foi o engenheiro da cidade Mestre Pedro Pereira Rio Branco. A construção foi feita em estilo gótico e foi inaugurada em 29/05/1921. Passou por uma reforma recente, onde foi realizado o restauro do piso tabuado de madeira maciça, as esquadrias de madeira maciça, as pinturas decorativas dos murais, os vitrais e o piso em ladrilho hidráulico, além da pintura interna e externa. No fundo da igreja estão os túmulos de figuras importantes da cidade, como o Barão do Paraitinga.

Aberta em dias de solenidades e missas para comunidade.

 

IGREJA MATRIZ

Dedicada a São Luiz de Tolosa, construída no século XIX, demonstra uma grande importância na vida religiosa da cidade. Ficou marcada na enchente de janeiro de 2010 que assolou o município, quando desabou em sua totalidade, imagem que rodou o Brasil e o mundo. O trabalho de restauração da igreja de São Luiz de Tolosa reuniu pesquisadores, estudiosos, historiadores, artesãos e pintores. Em sua primeira etapa, foi realizado o processo de salvamento, que incluiu a limpeza do terreno, além do escoramento de paredes e o resgate minucioso de peças para sua posterior restauração. Num segundo momento, foi realizado a obra de reconstrução da igreja propriamente dita, com recursos advindos do governo estadual, por meio de parceria entre a Secretaria da Cultura e a Mitra Diocesana de Taubaté. Importante lembrar que a igreja manteve suas características originais, anseio da população local e que ficou explicitada nas audiências públicas realizadas a época.

Aberta em dias de solenidades e missas para comunidade.

 

LARGO DO TEATRO

( Rua Monsenhor Ignácio Gióia)

Projeto “Resgate da Memória”

 

MERCADO MUNICIPAL

Construído no final do século XIX, possui forma de um quadrilátero todo em arcadas, tendo a parte central descoberta, sendo contornado por um corredor. O prédio reúne espaços dedicados ao artesanato (atividade a que muitos habitantes se dedicam) e pequenos bares e botequins, onde se pode fazer, inclusive, encontrar o tradicional “afogado” e o “pastel de farinha”, pratos típicos da culinária local. O espaço também é utilizado para abrigar algumas manifestações culturais, tais como: a Festa do Divino, Carnaval e o Arraiá do Chi Pul Pul.
Endereço: Rua Coronel Manoel Bento – Centro

Horário de funcionamento: de segunda à sábado das 7h às 17h
Domingos e feriados das 7h às 12h

 

PRAÇA DO JONGO

(Praça Benedito Domingos)

Projeto “Resgate da Memória”

 

LADEIRAS DAS MERCÊS E DA FLORESTA

Compostas por pedras retiradas do Rio Paraitinga, toda mão de obra  construtiva foram realizadas pelos escravos.

Crédito – Fotografias: Eduardo Coelho, Dimas Campos, Sergio Campos, José Patrício, Hélvio Romero, Paulo Liebert, João Prudente, Jerry Rodrigues

Login de Acesso